Ínicio » De Corpo e Alma » Sos Estrias 

A seguir à celulite, as estrias são as convidadas mais indesejadas da nossa pele. Queremos eliminá-las de vez mas será que há solução?
O que são estrias?
As estrias são o resultado de uma pele esticada até ao limite, ou seja, a pele quebra, as fibras cutâneas rompem e formam uma linha, que pode ser branca ou avermelhada. É uma lesão irreversível que compromete definitivamente a sua regeneração.
Como surgem?
O principal fator é o estiramento da pele que normalmente está ligado a mudanças repentinas no corpo, tais como ganho de peso e gravidez. As alterações hormonais, o crescimento muito rápido e a hereditariedade também são possíveis causas para o aparecimento de estrias.
Os cremes ajudam, mas não chega! Os cremes e óleos ajudam a hidratar a pele e têm substâncias ativas que promovem o colagénio e a elastina, contribuindo para o rejuvenescimento das células.
Hidratar o corpo todos os dias, de dentro para fora; beber muita água; evitar a ingestão de bebidas alcoólicas; tomar banho de água fria e usar roupa de algodão são alguns dos conselhos dos especialistas.

O creme deve ser aplicado com movimentos rotativos:
• Coxas: aplicar o creme no sentido ascendente, desde o joelho até à anca.
• Abdómen: aplicar o creme de baixo para cima no sentido dos ponteiros do relógio.
• Seios: aplicar o creme do exterior para o interior, até aos ombros.
• Ancas e nádegas: aplicar o creme com uma massagem circular, cobrindo toda a zona.
Sugestão de cremes: mustela; halibut derma mamã; lierac phytolastil gel prevenção de estrias;bio oil ; creme gordo com óleo de amêndoas barral
Quem exagera na musculação também pode ser surpreendido pelas estrias. Se os músculos crescerem rápido demais, o efeito é o mesmo na pele.

Tratamento dermatológico ou cirúrgico?
Os tratamentos cirúrgicos são obviamente os mais complexos e ajudam a tornar quase impercetíveis estas lesões. Uma das soluções mais eficaz é o laser pulsado de contraste (PDL): numa estria recente (de cor avermelhada), esta solução atenua a coloração e produz uma contração térmica das fibras quebradas, o que leva à descoloração da estria.
Ainda assim, este tipo de tratamento não remove completamente as estrias.
Pode ainda realizar peelings superficiais; subcisão; laser fracionado CO2; entre outros.
A nível dermatológico pode fazer o tratamento com tretinoina tópica que promove uma melhoria da pele no local e atenua a diferença entre as estrias e a pele normal.
A intradermoterapia é outro método utilizado para injetar os medicamentos a nível dérmico, fornecendo substrato para a reorganização das alterações observadas nas estrias. A dermoabrasão também constitui uma técnica válida, promovendo estímulo para a reorganização dos tecidos da estria