Ínicio » Passear » Destinos exóticos

Lagos de Plitvice, Croácia

Os Lagos Plitvice ficam a meio caminho entre Zagreb e a costa do Adriático. O Parque Nacional dos Lagos Plitvice é uma das atrações principais da Croácia. Uma introdução à belíssima biodiversidade do país. Os tons de azul das águas que caem das cascatas e assentam nos lagos ao longo do vale verdejante tornam este local um dos mais belos destinos exóticos que deve visitar e ‘se perder’.
Sardenha, Itália
É a segunda maior ilha do Mediterrâneo, fica a oeste da península italiana e é composta pelas províncias de Cagliari, Nuoro, Oristano e Sassari.
Verões quentes em praias de areia branca com falésias rochosas a cheirar a alecrim silvestre e a tomilho, é o que pode encontrar nesta ilha. Gosta de acordar, comer e ir para a praia? Se está a precisar de voltar aos seus anos de juventude então encontrou o seu destino de verão.

Domínica, Caribe

Foi Cristóvão Colombo que batizou a ilha com o nome do dia da semana em que a avistou, 3 de novembro de 1492, um domingo (dominica em latim).
Situada no mar das Caraíbas, tem a alcunha de “Ilha Natureza das Caraíbas”, devido à floresta tropical montanhosa com várias espécies raras de fauna e flora. 
É a ilha mais selvagem das Caraíbas, situa-se sobre 9 vulcões, tem o segundo maior lago de água em ebulição do mundo, um túnel de lava a 12 metros de profundidade completamente encoberto por corais e praias de areia preta.

Bagan, Myanmar

É a região mais visitada de Myanmar. Tem dois mil templos espalhados por uma área de 40km², nas proximidades do Rio Ayeyarwady. Os templos de Bagan são frequentemente considerados os mais impressionantes legados do passado no sudeste asiático. O passeio de balão só pode ser feito entre outubro e março. Tente agendar a viagem para essa altura!

Lago di Ohrid, Macedónia

Um dos lagos mais antigos do mundo com uma área de 358 km². É o lago mais profundo dos Balcãs, com 288 metros de profundidade.
É conhecido pelas suas águas claras. Por vezes é a transparência atinge uma profundidade de 22 metros. Tem uma extensa fauna com espécies que se desenvolveram na própria região. O lago que está rodeado de várias praias e mosteiros bizantinos, é uma das maiores atrações do país. Está inscrito como Património da Humanidade pelo caráter natural excecional.

Tulum, México

Tulum permanecia habitada à chegada dos conquistadores espanhóis, mas foi abandonada durante o século XVI. Ainda existem vestígios do período clássico maia e do pós-clássico tardio. Podemos ver frescos, em alguns dos edifícios, que sugerem uma influência mixteca. As ruínas maias erguem-se sobre o mar. Os locais arqueológicos estão incrivelmente bem preservados. Faça uma pausa da praia para visitar El Castillo, o Templo dos Frescos e o Templo do Deus Descendente. Explore um rio subterrâneo sob um teto de estalactites nas grutas do LabnaHa Eco Park ou pratique mergulho em Cenote Dos Ojos dentro de grutas no meio de uma floresta.