Ínicio » Tome Nota » Médicos têm de justificar casos de idosos que tomam mais de cinco medicamentos

Os médicos devem sinalizar e justificar obrigatoriamente os casos de idosos que tomam mais do que cinco medicamentos, uma medida defendida na Estratégia Nacional para o Envelhecimento Ativo e Saudável. O documento traça várias medidas para desenvolver políticas que melhorem a qualidade de vida das pessoas idosas.
Segundo Pereira Miguel, coordenador do grupo de trabalho interministerial para a Estratégia do Envelhecimento Ativo e Saudável, a ideia não é estabelecer um limite: “(…) pretende-se criar um mecanismo que faça um alerta para a toma de mais de cinco medicamentos.” Lembrando que “os medicamentos têm interações entre eles”, disse à agência Lusa.
A Estratégia Nacional para o Envelhecimento Ativo e Saudável propõe ainda que sejam criadas uma espécie de “bandeiras vermelhas” para sinalizar idosos com necessidade especial de acompanhamento, como pessoas que recorrem mais às urgências ou que faltam sistematicamente a consultas ou até com sinais de negligência.
Esta medida extravasa a área da saúde e deve envolver as autarquias, a PSP, a GNR, a Associação Portuguesa de Apoio à Vítima, entre outras entidades. O documento defende ainda a criação de um programa de vigilância da saúde das pessoas idosas.

Fonte: Lusa