Ínicio » Em Movimento » Pneus – mantenha a pressão correta dos pneus do seu automóvel.

Se conduz com a pressão dos pneus abaixo do recomendado, saiba que isso pode aumentar o consumo de combustível do seu automóvel até cerca de 10%, e aumenta o risco de acidente.
Controlar a pressão dos pneus é uma tarefa simples e pode evitar custos de combustível acrescidos, que ao fim do ano podem chegar aos 129€ (diesel) e 226€ (gasolina). Estes valores foram calculados para um total de 20.000 quilómetros percorridos, considerando automóveis com motorização diesel e gasolina, com consumos médios de cerca de 5 e 7 l/100 km, respetivamente, e o preço médio atual do combustível em Portugal Continental.

Conduzir com os pneus com uma pressão baixa, provoca um aumento anormal da temperatura do pneu e, consequentemente o seu desgaste prematuro. Por exemplo, se a pressão for 20% inferior ao recomendado, a duração do pneu pode diminuir cerca de 20%. Para além disso, circular com a pressão dos pneus baixa, aumenta o consumo de combustível.
É normal que um pneu possa perder aproximadamente 0,5 bar (7,25 psi) por mês, ou por cada 10 graus de redução da temperatura.
Por outro lado, deve evitar-se pressões acima do recomendado, uma vez que isso diminui a área de contacto com o solo, diminuindo a aderência e, consequentemente, a segurança, ao mesmo tempo que diminui a duração do pneu.

Recomenda-se verificar a pressão regularmente (pelo menos uma vez por mês ou sempre que vai fazer uma viagem) de acordo com a tabela de pressões que pode consultar no manual do veículo, ou na etiqueta que normalmente está afixada junto ao tampão de combustível, nas portas ou no porta-luvas.
A verificação deve ser feita com os pneus “frios” (antes de circular com o carro), porque a pressão aumenta com o aquecimento provocado pelo rolamento do pneu, podendo aumentar até 20% durante a sua utilização. Por isso, não se deve ajustar a pressão dos pneus com os pneus quentes.

 

Por Luís Miranda Torres

Artigos Similares