Ínicio » Em Movimento » O custo real de um automóvel (alugar ou comprar).

Saiba quanto pode custar a posse e a utilização do seu automóvel.

Cada vez mais, as famílias fazem o controlo do seu orçamento mensal, mas existem custos difíceis de contabilizar, nomeadamente os que estão associados à utilização do veículo próprio, cujo valor total pode ser significativamente superior ao valor que muitos utilizadores imaginam.
Se contabilizássemos todos os custos associados ao nosso veículo, o que normalmente não acontece, porque não é prático, muito provavelmente ficaríamos assutados. Segundo um estudo recentemente publicado, um proprietário de um veículo em Portugal, pode gastar mensalmente, em média, entre 477 euros (para um veículo a gasóleo) e 525 euros (para um veículo for a gasolina).
Este estudo foi realizado a partir de um universo de viaturas de gama média, as mais populares em 24 países europeus, tendo sido avaliados os custos operacionais, ao longo dos primeiros três anos e de uma quilometragem anual de 20 mil quilómetros, nomeadamente os custos de depreciação (desvalorização do veículo), de reparações, da manutenção, dos seguros, dos impostos e de combustível.

Se contabilizarmos apenas o combustível, o custo mensal pode variar entre 110 € (diesel) e 170 € (gasolina), considerando um consumo médio de 5,0 l/100 km e 7,0 l/100 km, respetivamente.
Nas famílias que têm vários veículos, o custo global é proporcional ao número de veículos e à respetiva quilometragem percorrida. Por exemplo, se uma família tiver dois veículos médios (um a gasóleo e outro a gasolina), e cada um percorrer 20.000 km por ano, o custo total nos três primeiros anos, segundo os critérios daquele estudo, pode chegar aos 1000 € por mês.
Atualmente, a mobilidade em veículo próprio tem um custo muito significativo, justificando por isso, cada vez mais, opções mais ajustadas às necessidades de cada família, que podem passar pela escolha mais racional dos veículos, partilha de veículos entre elementos da mesma família, podendo também ser alargada a colegas de trabalho nas deslocações diárias casa-trabalho, combinação entre veículo próprio e transporte público, entre outras soluções.

Por outro lado, existem no mercado várias soluções de renting, adaptadas às mais variadas necessidades dos particulares, que permitem controlar melhor os custos com a mobilidade em veículo próprio, podendo ser uma alternativa interessante para quem dispensa ser dono do veículo. Se tiver em atenção as suas necessidades de mobilidade e as soluções do mercado, pode reduzir significativamente os seus custos.

Na altura de comprar um veículo procure conciliar a emoção com a razão. Faça bem as contas antes de tomar decisões, pois uma escolha errada pode acarretar custos elevados durante muito tempo.

Por: Luis Miranda Torres.

Artigos Similares